18/12/17

...É FAZER AS CONTAS

Qualquer outra coisa será aldrabar a história. Espera-se que o bom senso prevaleça face à notória mitomania de alguns.

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

o que requerem não faz sentido, a prova a que se referem não era no formato de round robin, todos contra todos a jogar para pontos e sim uma prova a eliminar.

e o argumento que agora usam de comparar a taça dos Campeões Europeus passou a Champions apesar do formato se ter alterado, de prova a eliminar para os moldes em que hoje se disputa, não é comparável, ou melhor, até é, uma x que a taça dos campeões Europeus passou a Champions teve um seguimento, tal e qual esses "campeonatos de Portugal continuaram.... como Taça de Portugal.

Criaram uma NOVA competição essa sim a prova que é contabilizada, mas há muito que se percebeu que o Sporting não pode viver com o facto de ter METADE dos titulos do Benfica.

mas também digo, com as instituições da "bola" recheadas de gente séria já ninguém pode garantir que decisões sérias sejam tomadas.

Rui Carvalho

18.12.17  
Anonymous Anónimo said...

Era a maior vergonha no desporto a nível mundial. Darem 4 campeonatos a uma equipa que nem sequer os jogou.

Num desses "campeonatos" que reclamam, jogaram apenas um jogo. UM jogo. E querm um título de campeão nacional?

A taça de portugal na altura chamava-se campeonato de portugal e é só por isso que reclamam os 4 títulos.

São tão aldrabões, que já aumentaram esses 4 títulos ao palmarés mas não retiram os 4 da taça, sim, porque desses 4 o scp está a fazer 8 lol 4 para o campeonato e 4 na taça de portugl. Só gente séria.

MAs se eles dizem que têm 20.000 títulos dos quais 7 ou 8 mil foram só desde que o grunho de marmalho é presidente e ninguém faz nada. Se calhar o scp descobriu mesmo a fórmula mágica de ganhar títulos. Basta dizer que os tem e meter no palmarés.

Não vão é ao marquês, mas pronto, já estão habituados a ver pela tv, depois mudam o filtro para verde.

Luís Ferreira

18.12.17  
Blogger troza said...

Só neste país é que se põe a hipótese de as primeiras edições de uma competição que ainda se joga hoje tenha troféus que conte como uma coisa e outros com outra.

Pegam em exemplos que nada têm a ver, uma vez que nunca foi mudado o formato de nada, apenas o nome.

Os casos de Espanha e Inglaterra que seriam comparáveis estão esquecidos... pegam em Itália (onde os primeiros anos era a eliminar, mudaram o formato e a taça de Itália apareceu quase 20 anos depois disso) e da Taça dos Campeões (que mudou a forma de acesso, que mudou muita coisa mas o campeão não é decidido numa fase a eliminar?) que não têm nada a ver com o que se passou. O que se passou na liga dos campeões foi o mesmo que mudar o campeonato de 16 para 18 equipas ou de 2 para 3 pontos ou passar a taça a ter duas mãos na meia final... enfim.

Mas não me vou espantar se isto for para a frente. O documento essencial está a ser propositadamente esquecido e bem sabemos como funciona isto tudo.

18.12.17  

Enviar um comentário

<< Home